Mulheres lideram melhor

5 10 2007

9788573125610.jpg

É o que afirma a consultora americana Lois Frankel, presidente da Corporate Coaching International, em seu livro “Mulheres Lideram Melhor que os Homens” publicado recentemente no Brasil. O assunto é controverso, mas a autora descreve algumas qualidades essenciais de influência que as torna naturalmente líderes.

Quer pela prática natural, quer pela educação, as competências femininas (…) representam apenas alguns comportamentos que as qualificam a ocupar postos importantes de liderança”

De fato, já é comprovado que a mulher utiliza intensamente o hemisfério direito do cérebro, que lhe confere melhor desempenho nos campo da emoção, linguagem, a subjetividade, e o relacionamento interpessoal. Áreas como RH, marketing e relações entre empresas vão muito bem quando há um salto alto no comando.

Uma pesquisa realizada pela Catho mostrou que o número total de mulheres contratadas para a presidências, vice-presidências, diretorias, gerências e outros níveis ligados a coordenação e comando aumentou de forma expressiva nos últimos anos.

Em 2000,  13,8% dos cargos de presidência das empresas eram ocupados para mulheres. Neste ano, esse percentual subiu para 20,7%. Para os cargos de coordenação o número saltou de 40,6% para 51,5%.

Será?

A máxima não pode ser propagada como verdade. Para se avaliar uma pessoa em um cargo de liderança é preciso considerar as circunstâncias envolvidas, o grau de maturidade e a equipe de trabalho. Os fatores biológicos não devem ser aspectos decisivos com relação à questão.

Os homens utilizam o lado esquerdo do cérebro diante das situações. Logo têm mais desenvolvidos aspectos como visão, objetividade, inteligência espacial, foco e determinação, características imprescindíveis para direção de uma empresa, ligadas à finanças, contabilidade, vendas.

Ninguém lidera melhor. Tanto homens quanto mulheres podem desempenhar diferentes tipos de liderança. Cada gênero se identifica com diferentes tipos de atividades. Há de se levar em consideração também que a cultura e o modo de vida atuais trazem para ambos visões diferenciadas de mundo.

A formação da criança também é crucial para o desenvolvimento pessoal. Meninos são sempre estimulados a desenvolver seu lado prático, montando carrinhos e brinquedos que ajudam a desenvolver o lado prático.

Meninas são estimuladas a desenvolverem características afetivas, brincando de boneca.

E se forem invertidos os papéis?!

Bom, se as mulheres são melhores líderes, a questão não é natural. Sem dúvida.

Até Mais!

Anúncios